Entenda o choro do seu filho


Eu não preciso ser mãe pra entender como o choro de um bebê recém-nascido é desesperador. Acredite.


É uma situação nova pra todos: o bebê ainda nem se deu conta de que nasceu, os pais ainda não entendem os tipos de choro, e o fato de sempre associarmos o choro a dor ou a uma profunda tristeza só complica ainda mais a situação.


Mas por mais que seja desafiador e difícil de aceitar, o choro nada mais é do que a forma de a criança se comunicar nos primeiros anos de vida. Pode ser uma necessidade (fome, sono, fralda suja, dor...) ou uma frustração (de ter um pedido negado, por exemplo). E assim como TUDO nessa vida, eles não param de chorar espontaneamente, de um dia pro outro: eles precisam aprender a se comunicarem melhor.


Um bebê (mesmo os recém-nascidos) às vezes só precisa saber que você está ali perto, nada mais. Mas o desespero toma conta no momento e você tenta de tudo até fazer a criança ficar quieta, e aí, sem perceber, você acaba criando um novo processo (o de fazer a criança ficar quieta sendo amamentada, dando chupeta ou balançando no colo, por exemplo).


Estou falando pra você deixar seu filho chorando até ele se acalmar sozinho? NÃOOOOO! Até porque eles não têm essa habilidade ainda. Minha intenção, na verdade, é de fazer você observar mais a criança pra entender suas reais necessidades e, então, rever suas ações. Sabe por quê? Porque o que eu mais vejo são crianças de 3, 4 e até 5 anos que não foram ensinadas a se comunicar corretamente e pais cansados que começam a deixar a criança chorando cada vez mais, com a idéia de "já está na hora de ele(a) aprender a parar de chorar" ou fazem logo o que a criança quer pra ela ficar quieta😔 Sinceramente, eu não sei o que é o pior!


Então, em vez de já tirar o bebê do berço logo no primeiro resmungo, por exemplo, você já tentou apenas falar com ele suavemente pra que ele tenha certeza de que você está ali presente ou então chegar de mansinho, apenas tocar nele e manter contato visual para lhe dar mais tranquilidade?


Quando seu bebê é maior e já aponta pras coisas, ajude-o a identificar o que ele quer (mostrando o objeto que ele apontou, por exemplo) e explique que ele não precisa chorar pra você entender o que ele quer e ajudá-lo, por exemplo. Quando a criança começar a falar, aí é consistência e repetição.


Ajude a criança a se expressar e evite atender qualquer pedido no momento do choro, porque senão a criança entende que só vai ter o que quer quando chorar. Nesse caso, espere a criança se acalmar, sempre explicando que ela pode ter (ou não) o que quer, mas que você não a entende quando ela está chorando, e só depois a ajude. Se o pedido tiver que ser negado, seja firme mantendo a sua palavra.


É muito mais fácil ensinar a criança a se controlar, a entender as negações e a ter paciência desde pequena do que ficar resolvendo situações de choro o tempo todo (e por anos!). Dá trabalho no começo (e quem te disse que seria fácil?), mas assim você garante uma boa educação desde o início e pro resto das suas vidas. Bons estudos 🌷📚

Não quer perder as novidades?